Dia #05 – LONDRES

Faaala galerê!
Vim pagar o meu débito!
Bom, nem sei se é possível contar as últimas impressões sobre Londres depois de um dia inteiro em Paris, mas vamos lá!
Ontem acordei no horário de sempre e fui para o café do hostel The Walrus, que em tradução livre quer dizer “A Morsa” (acho que ainda não tinha dito o nome dele),. Tudo como sempre por lá! Não lembrei de levar a câmera para bater fotos das coisas do café, mas como era o último dia, dei um jeito de voltar depois para mostrar pelo menos a atmosfera do ambiente. Como a noite o The Walrus tbm é um Pub, exitem anúncios de vários drinks e marcas de cerveja por todo lado.

Cumprida a obrigação: Volta na London Eye + passeio de barco pelo rio Tâmisa (ou Thames, para eles). Se não me engano (tenho memória curta para coisas ruins), ambos passeios me custaram 29 libras. O Passeio pelo Tâmisa foi maravilhoso, muitas pontes, cada uma com uma história, uma época, uma mente por trás, além das construções que margeiam o rio, catedrais, etc.. O “London Eye river cruiser”, como é chamado esse passeio por lá, foi tão inspirador que nos animou a, durante a tarde, fazer o percurso a pé, podendo atravessar as pontes, fazer fotografias com calma e sentir mais o clima do lugar.
Sobre a roda gigante, honestamente, achei que era um passeio dispensável. Na verdade não há nada de diferente do esperado. São 30 minutos em um giro que nos permite localizamos melhor em relação aos pontos de referencia que temos por perto (Big ben, palácio de buckingham, Hyde park).. Enfim, não quero dizer que não valeu a pena, mas se tivesse que trocar algum passeio dos que fizemos, sem dúvidas, seria esse.
Algumas imagens do giro na London Eye e do passeio de barco pelo Tâmisa:

Fila para entrada na London Eye. Identificamos alguns brasileiros por aí hein. Vc tbm?

Big Ben!

Eu e meu moleton novo kkk

Jardins que margeiam a London Eye

Depois da London Eye uma coisa muito nonsense aconteceu. Estava eu na filinha para entrar na balsa que faria o passeio pelo Tâmisa, quando percebo aproximar-se uma professorinha com CENTENAS de crianças eufóricas, todos com uniformes britanicamente idênticos para fazer o passeio conosco. “I am sorry to disturb your calm river cruise.”, ela me disse com um sorriso amarelado, ao que respondei “It’s ok!”. Como as crianças não paravam de chegar e estavam todas iguais, me lembrei de vocês aqui do blog e resolvi fazer uma foto do momento para contar tudo. Não precisou de mais nada para toda a simpatia da professora se desfazer em um bravo: “Could you not take pictures of the children?”. “Ok, I’m sorry”, apaguei a foto na frente dela com vergonha. Acho que é medo de terrorimos, sei lá. Bizarrices à parte, várias dessas crianças/astros inevitavelmente foram clicadas como plano de fundo das minhas fotos. Sorry teacher. 

O tempo em Londres como sempre muito nublado e a bateria da câmera insistindo em dar sinais de fraqueza.

Criancinhas dando tchau para os transeuntes da ponte como se estivesses embarcando no Titanic.
A bateria falhou, só alegria! Terminamos o passeio sem fotos e fomos almoçar! A escolha foi um restaurante próximo ao hostel que oferece 15% de desconto para hospedes do The Walrus.
Escolhi o preto do dia (Algo como filé de presunto grelhado com fritas) e uma coca, total: 7:50 pounds. Estava sem câmera, mas n esqueci de vcs, registrei no celular alheio!
Chegou a hora de fazer todo o trajeto a pé, para explorar tudo com mais detalhes! Escolha acertadíssima!!! Mal sabíamos que o tempo sempre fechado de London se abriria surpreendentemente enchendo as praças e parques de pessoas, e nos dando as melhores impressões para levarmos de Londres em sua despedida.

Tempo já começava a se abrir e eu nem tinha me dado conta

Gente pra todo lado querendo mostrar alguma ‘arte’

Céu azulado!

Monumento em frente a uma universidade de música

Transeuntes aproveitando raros raios solares

Eu ainda sem ter certeza se era o caso de tirar o agasalho.

Tower bridge, tão nublada pela manhã e tão iluminada a tarde

Cheia das firulas para passar as embarcações

Asfalto elevado

Brincando com o foco!

Raggae!

Muitos muçulmanos (tive medo de fotografar :/ )

Até arrisquei uma casquinha (3 pounds)

Da Série: Identifique os brasileiros (to ficando bom nisso)

Por fim, tudo igual: Volta ao hostel, uma horinha de sono e preparação para a noite. Como a KT chegaria nesta noite, passeamos por perto mesmo, (razão pq os pontos de fotografia são sempre os mesmos)

Iniciante no Mundo
23/09/2013

0 thoughts on “Dia #05 – LONDRES

  1. Está perdoado caríssimo; Reconheço o teu consaço em postar tanta coisa. Mas fica devendo as legendas e não pode demorar pra não esquecer. A Kate retornou? Então vai contiuar com vocês. É bom que ela poste também fotos da linda Budapest, tão magiar, tão eslava de riquíssima cultura e valor político. Mas lembre-se sempre da sua e nossa M.Claros .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *